Kitsune – Escreva em Japonês no Firefox

O Kitsune é uma nova extensão para Firefox 3 que permite digitar em japonês diretamente no navegador. Assim como o AjaxIME, é mais uma opção para quebrar o galho caso você não tenha o suporte a japonês instalado em seu computador.

A extensão ainda encontra-se em versão pre-alpha (ou seja, em fase de desenvolvimento e testes – pior que alpha, que é pior que beta) e no site da Mozilla está classificado como experimental (e é preciso fazer login para instalá-lo).

Fiz alguns testes e encontrei alguns pequenos probleminhas: highlight para escolher a palavra em kanji desaparece, as vezes é necessário desligar e ligar para funcionar, não substitui uma frase inteira por kanji (é necessário fazer palavra por palavra). Nada tão grave, na minha opinião, considerando que o negócio ainda está em desenvolvimento. Espero que saia logo uma versão final!

Para utilizar:

  • Ctrl+Espaço – Ativa/Desativa o Kitsune
  • Ctrl+Alt+A – Muda para o modo de entrada anterior
  • Ctrl+Alt+Z – Muda para o próximo modo de entrada
  • Espaço – Mostra as opções em kanji do que você digitou em kana
  • Enter – Confirma a entrada
  • ↑ e ↓ – Move entre as opções de escrita em kanji (quando estiver exibindo)
  • Esc – Cancela

Links para download:
https://addons.mozilla.org/en-US/firefox/addon/8575 ou
http://kitsune.sourceforge.net/

14 comentários a “Kitsune – Escreva em Japonês no Firefox

  1. OMG! pre-alpha? XDDD

    mas tudo bem, os projetos de extensão do FF costumam andar a passos largos

    não testei por que to rodando Chrome, mas depois eu baixo…

    o atalho Ctrl+Espaço é o melhor, e o nome foi bem escolhido 🙂

  2. Pingback: Kitsune, para escrever em Japonês no Firefox | Suicídio Virtual

  3. Opa, valeu pela dica Jo!!!
    Adorei a extensão, agora posso usar no trabalho e na faculdade, hahahaha.
    Fiz até um post no meu blog, valeu mesmo.. =]

    E Nemo, o nome é legal mas o simbolo do Firefox não é uma raposa não, é um panda vermelho. Procura por “Red Panda” no google.. =P

  4. Não sabia desse negócio do Red Panda, interessante!
    Mas acho que o símbolo parece mais uma raposa mesmo…

  5. !!!

    To bem pasmo, no meu tempo pandas eram grandes, gordos, brancos e pretos, e com olheiras…

    btw o Kitsune funciona perfeito, ainda não achei bugs

    Escreveria algo com ele aqui, mas ainda não sei escrever nada em japonês, só passar de hirogana/katakana -> romanji

  6. Pra mim o símbolo do firefox continua sendo uma raposa!!! Aliáis, se fosse um panda não ia chamar fireFOX e sim firepanda ><
    aquilo não parece panda vermelho em nenhum angulo !

  7. Culpa de quem inventou de chamar um panda de raposa 😀 ou chamar uma raposa de panda…

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Panda_vermelho

    Sei lá, pra mim é raposa! A unica semelhança com panda é que come bambu XD

    Mas eu li que o nome foi inspirado no Panda vermelho, mas o logo (que foi feito por outra pessoa), é mesmo uma raposa de fogo…

  8. Uhu! Muito bom o きつね! Facilitou pra caramba aqui no trampo, pq aqui usamos Ubuntu, então não tenho o IME do Windows, como em casa.

    Essa rapostinha vermelha (red-panda) é bem mais fofinha que uma raposa comum… adorei xD Tem mto mais cara de raposa do que de panda! かわいい! ^^

    Obrigada pela dica, Jo.

  9. Pingback: Nihon No Tentai: Aula 01 | Asttro!

  10. AQUI VAI A RESPOSTA DEFINITIVA E CLARA (COM FONTES):

    É simples. Existe um animal (panda vermelho) conhecido como firefox por causa da sua semelhança com uma raposa. NO ENTANTO… o logotipo do browser Firefox é uma raposa e não um panda. Logo o mascote DO PROGRAMA FIREFOX É UMA RAPOSA… DE FOGO. A prova? Isso é dito pelo cara que desenhou o logo. Logo acabou a conversa!!

    Fontes:

    http://www.hicksdesign.co.uk/journal/branding-firefox

    http://daltux.co.cc/2007/04/firefox-o-software-da-raposa-versus-o-panda-vermelho/

    TÁ PROVADO E ACABOU. NÃO É PANDA NÃO.

    MAIS OUTRA PROVA:

    “Apesar do nome, o logotipo do Firefox não representa um panda-vermelho.

    Segundo o autor, o animal não passa o conceito apropriado, além de não ser conhecido.”

    Fonte: http://br.mozdev.org/firefox/firefox

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *