Estudando com Sentenças

Depois que terminei de estudar os Jouyou Kanji individualmente, o foco dos meus estudos mudou para sentenças, mais ou menos como o método das 10.000 sentenças popularizado pelo blog All Japanese All the Time.

A idéia é adicionar sentenças ao Anki (ou algum outro SRS) ao invés de palavras ou kanjis isolados. Apesar de o SRS ser uma ferramenta para memorização, o plano aqui não é decorar a sentença inteira para repetí-la depois. Você precisa apenas ler, compreender, e de tanto fazer isso vai acabar absorvendo a gramática e vocabulário (mas é claro, você vai precisar memorizar palavras e kanjis novos no meio do caminho para compreendê-las).

Note que trata-se apenas de ler, ler e ler em japonês, não envolve tradução de sentenças do português para japonês. Seria muito mais chato e difícil de se fazer, e além disso uma sentença pode ter várias traduções diferentes. Depois de se expor muito ao idioma, você deverá conseguir se expressar naturalmente, e não criar uma tradução para aquilo que quer expressar.

Você pode extrair sentenças de qualquer lugar: sites, livros, mangás, músicas, filmes, etc. Eu particularmente prefiro controlar o foco dos meus estudos ao invés de esperar coisas aleatórias aparecerem na minha frente. Tenho me concentrado em vocabulário e gramática da seguinte forma:

Expandindo seu vocabulário

O site que mais tenho utilizado é o Jiten.net , um dicionário baseado no EDICT que fornece sentenças de exemplo que utilizam uma determinada palavra. Sempre escolho uma palavra interessante e coleto diversas sentenças com a mesma no meu SRS. Fica mais fácil fixá-la na memória e aprender seu uso correto através de vários exemplos.

Novas palavras vem “de carona” nessas sentenças e eu sou obrigado a aprendê-las também, aumentando meu vocabulário. Quando encontro alguma mais interessante ou que eu tenha dificuldade é só repetir o processo buscando sentenças com ela. É claro que não dá para repetir isso recursivamente com todas as palavras novas de uma vez. Eu deixo anotado em um txt algumas palavras para depois, e quando já tenho muitas na fila eu me limito a adicionar apenas coisas muito interessantes.

Exemplos para aprender gramática

Acredito que a melhor forma para entender a gramática seja através de exemplos. Os livros te dão muitas regras gramaticais, mas na prática você não vai ficar parando para pensar nelas toda vez que ouvir ou falar alguma coisa. Com sentenças de exemplo você vai “sentir” a gramática correta mesmo sem saber exatamente como são essas regras.

Para encontrar sentenças tenho utilizado o JGram, que é perfeito pois a idéia do site é ensinar através de exemplos, e também o Jiten.net, que não tem uma separação de sentenças por gramática mas dá para encontrar através da busca por palavras.

Finalizando…

Se hoje eu sei algo de inglês, foi porque aprendí de tanto ler. E o meu plano sempre foi fazer o mesmo com japonês, mas a diferença agora é o uso do SRS e um estudo mais ativo e concentrado. Eu optei por estudar os kanjis primeiro, e agora ficou mais fácil adicionar sentenças do que antes. Algumas pessoas podem preferir aprendê-los dentro da sentença, mas eu acho muito difícil e demorado. Mas também foi difícil e demorado adicionar os kanjis um por um, então sei lá…

Se você tiver outras boas fontes de sentenças, por favor comente aí :)

11 pensamentos em “Estudando com Sentenças

  1. Domo arigatou!!!
    Adorei as dicas.
    Eu prefiro aprender ouvindo músicas ou em animes, mas agora que eu ganhei um dicionário ( Feliz ^-^v) Estou me dando melhor com o vocabulário pois existem muitos exemplos, como você citou, fica melhor na compreensão!!

    Beijinhos… =*

  2. apesar de ainda não usar pois ainda to me concentrando no kanji, eu acho que ler manga em japones pode ser uma boa alternativa pra ir pegando gramatica e vocabulário.

  3. Oi Maurien, o jisho.org usa o mesmo dicionário do wwwjdic, por isso não listei os dois…
    Prefiro usar o jisho.org porque a interface dele é mais agradável e ele traz os exemplos mais simples primeiro (ou pelo menos os mais curtos), já o wwwjdic parece que é sem ordem nenhuma. E além disso dá pra ver uma quantidade maior de exemplos (o wwwjdic limita os resultados de uma pesquisa a 100, o jisho.org não)

  4. ah entendi! tô usando, vou ter prova de japonês no sabádo… posso sugerir um post então? sobre modos de falar, tipo os verbos 出る/ 出す(sair, tirar) 電話に出る (atender telefone) 授業に出る (assistir a aula), acho isso meio difícil, não sei se consegui explicar ehehhe

  5. Pingback: Site recomendado – Nihongo Naraê! - AprendendoJapones.com

  6. Pingback: Sentenças de exemplo no Jiten.net - AprendendoJapones.com

  7. Pingback: Dicionário Jiten.net - AprendendoJapones.com

  8. Olá, Jo. Sempre tive muita curiosidde em aprender a língua japonesa mas…sempre achei os métodos complexos e, portanto, desestimulantes. Tenho aqui comigo livros de nihongo, onde aprendi hiragana e katakana. Vislumbro poder, um dia, de forma auto-didata, ter bom domínio da leitura, para, enfim, me aprofundar em leituras técnicas de temas que tenho interesse.
    Nessa minha 1ª vez por aqui, me deparei com suas dicas. A forma como percebeu um melhor aprendizado me despertou a voltar com os estudos. Saiba, você elevou minha auto-estima com seu post. Já estou sentindo o cheiro das páginas dos livros de nihongo e o zunir incessante dos coolers da minha cpu na busca dos sites citados.
    Quem sabe, num futuro próximo, eu escreva aqui em kanjis e kanas!
    Abraço e…muito prazer.

  9. muito obrigado pelas dicas , eu estou fazendo curso de japonês mas to meio perdia quer dizer estava , mas agora com essas dicas e o dicionario e estudando, acredito que vou aprender rapidinho.
    aishiteru japonês

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>